Esse blog tem como objetivo compartilhar e conhecer novas ideias sobre fetiches e assuntos relacionados sexualidade.

Translate

Chat Cornos e Afins

terça-feira, 13 de novembro de 2012

O Trigesimo Primeiro Chifre

Hoje dia 11/11/12, ela saiu as 22:53, voltou as 00:07 para encontrar com
seu amante tradicional, usando uma calcinha preta de rendinha. Estávamos
em um aniversário e quando fomos embora ela viu seu amante em Bar e
parou, e mandou eu descer e comprar alguma coisa, imediatamente eu o
fiz, e fomos embora, logo depois ele ligou e marcou de encontrar com
ela. então ela saiu as 22:53 para encontrar com ele, usando uma calcinha
preta de rendinha, se encontrou com ele, entrou no carro dele, e foram
dessa fez para uma estrada de terra com pouco movimento, pois ele estava
sem a chave do quartinho que ele pega ela sempre, chegando la,
encostaram o carro e começaram a se pega, ela tirou a roupa dele e
começo a beijar sei peito todinho, ele ficou doido de tesão e deu o
troco o troco, pois tirou sua roupa a deixando somente de calcinha e
mordeu seu peitinho, ai ela pegou no pau dele e puxou sua calcinha de
lado e sentiu o prazer de um pau grande preenchendo sua bucetinha de
puta, ai ela arrancou a calcinha e ficou em pé dentro do carro, e mandou
ele meter nela com força, ele meteu forte, mas após um tempo eles
estavam muito suados devido ao calor dentro do carro, então ele abriu a
porta e desceu e chamou ela, na mesma hora ela saiu do carro e ficou do
lado do carro e mandou ele meter gostoso, ai após um tempo ele a pegou e
colocou encima do capo do carro, com as pernas arreganhadas e mandou ver
na minha putinha, que ficou toda exposta, a sorte e que não passou
ninguém naquela hora, pois minha cidade e pequena de mais, e se alguém
visse, minha fama de corno iria pegar mais rápido do que fogo na
gasolina, ai após meter por uns 30 minutos, na minha putinha que estava
ainda encima do capo, ele tirou o pau e gozou sujando a perna e a
bundinha dela, então eles foram embora e ela chegou em casa as 00:07,
onde o corninho a esperava, para saber de tudo, cheirar a bucetinha da
sua amada e que sabe ganhar uma punhetinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário